Xenogears – Creid

sexta-feira, 05/09/2008

Um dos pontos fortes de Xenogears é a trilha sonora. Composta por Yasunori Mitsuda ela dá uma certa imersão ao jogo, completando os sentimentos que se afloram nos momentos de maior tensão e tristeza que o jogo apresenta. Com uma sintonia tão completa não é de se estranhar que a trilha sonora ganhasse uma versão arranjada, e o nome dela é Creid.

Creid é apresentado como um disco com uma boa dose de inspiração irlandesa, com algumas das melhores trilhas do jogo e conta com as versões japonesas das duas músicas cantadas do jogo. Com dez músicas é estranho de se pensar se não poderiam incluir mais faixas, mas a sintonia entra uma faixa e outra é suficiente para dar uma sensação de uma completa a outra, e quando se chega ao final do disco percebe-se um trabalho muito bem executado.

Creid não é somente uma versão arranjada de trilhas do Xenogears, é um trabalho primoroso e que ressalta as melhores qualidades de músicas tão belas quanto o jogo em si. Aconselho que ouçam e submerjam no mundo que Yasunori Mitsuda ajudou a criar.


Macross Frontier

terça-feira, 01/07/2008

Se existe um motivo para se ter um bom computador e um monitor bem grande ele se chama Macross Frontier. A qualidade e a beleza deste anime só é comparável a riqueza de detalhes e a história que até agora tem sido muito bem administrada. Lançados doze capítulos até agora, a trama está apenas esquentando, mas com certeza será lembrada como um dos melhores animes já produzidos até então.

A série Macross se baseia em quatro pilares: um triângulo amoroso, músicas poderosas, guerras espaciais e robôs transformáveis. Como em todas as histórias anteriores, temos um triângulo amoroso entre um piloto e duas mulheres; músicas incrívelmente bem orquestradas, com vocais poderosos e produzidas por ninguém menos do que Yoko Kanno; a guerra novamente se encontra de frente com os protagonistas e desta vez é um inimigo totalmente novo; por fim temos os caças mais avançados da galaxia novamente cruzando o espaço e lutando pela humanidade.

Como a série ainda está em produção, só saberemos se a história é realmente boa daqui a alguns meses, mas até agora não só é interessante como também presta homenagem a todas as outras histórias oficiais de Macross. Revelar qualquer detalhe é uma grande perda de tempo, pois a grande jogada deste anime é a fusão entre a parte sonora e a visual. Quando ambas estão ali em movimento a vontade é de estar imerso naquele espaço ou céu, desfrutando da sensação de liberdade que o anime proporciona.

Os destaques até agora vão para os capítulos sete, dez e doze, que prestam homenagens e interligam todos os Macross. Simplesmente necessário.